+351218364000  |  FAQ  |  Contacte-nos

Login  |  Registo  |  Pedidos

  
  
  
  
 Imagens Alfredo Marceneiro - Quadras Soltas

     
Pin It


Alfredo Marceneiro - Quadras Soltas

SKU: 5603495879936

Preço: 4,99 €

Produto não disponível

Preço inclui IVA 23%, o preço não inclui o custo da entrega.

 

 «Quadras Soltas»

 Se fadista houve que, de modo absolutamente incontestável, marcou a história e a evolução do fado, ele foi Alfredo Duarte, marceneiro por profissão e Marceneiro de nome artístico. A sua longa carreira abrangeu praticamente todo o século XX e todas as diferentes fases por que o género passou, dos bailes de bairro, cafés de camareiras e retiros até às casas de fado e edições discográficas. A ele se devem algumas das mais clássicas e aclamadas composições do género embora ele não fosse compositor nem tivesse educação musical. 

Marceneiro de profissão sempre teve uma especial predilecção pelo canto e representação, gosto que herdara de sua mãe. A sua voz fora já notada em algumas cegadas carnavalescas, típicas do início do século XX, em que participara. Nesse tempo os bailes abriam-se a todos aqueles que tivessem habilidade e gosto para cantar e a voz de Marceneiro começou aí a destacar-se, embora ele próprio não considerasse ter uma grande voz. Ao contrário dos fadistas de carreira, que se podiam dar ao luxo de encomendar letras especificamente para o seu repertório, estes amadores interpretavam versos que eram publicadas nas muitas revistas de fado existentes, dirigidas por nomes célebres como o cantor Carlos Harrington ou o letrista Linhares Barbosa.

Inicialmente por Alfredo Lulu pelo cuidado que colocava na sua aparência, só na década de 20 o fadista passaria a ser conhecido artisticamente como Marceneiro, numa altura em que a sua reputação já era assinalável no meio. Não se limitava aos bailes ou desgarradas; era também presença assídua dos célebres "cafés de camareiras" que, aliás, recordaria anos mais tarde numa das suas melhores criações, e numa das primeiras casas de fado, o Catorze do Rato, onde foi notado pelo poeta popular Manuel Soares, que lhe escreveu as suas primeiras letras.

Em 1924 que recebe o seu primeiro contrato profissional, actuando no Chiado Terrasse, pois até aí cantava para pagar o jantar, reflectindo a tradição fadista que levava os cantadores a actuar apenas uma ou duas noites por semana para não privarem os colegas de trabalho, e a interpretarem apenas o seu próprio repertório. Era uma época de verdadeiro amadorismo, em que os fadistas cantavam por gosto sem pensar na aclamação do público ou no cachet que receberiam no fim; é, aliás, desta época que datam as desgarradas e cantares ao desafio, nascidos das «guerras» amigáveis entre cantadores que definiam as suas qualidades e reputação. Só com a implantação das casas típicas de fado o panorama se começou a alterar e Marceneiro foi um dos que mais se popularizou graças a elas, chegando inclusive a ser convidado para cantar em revistas teatrais, onde se estreou em 1930.

Depois é história. A história daquele que foi indubitavelmente a maior figura de sempre do fado no masculino.

A Ovação reedita agora, na sua série «Colecção Fado», um dos seus disco mais marcantes «Quadras Soltas», álbum em que se pode escutar o imenso virtuosismo vocal, em fados como «O Pagem»; «Rainha Santa»; «Sinas»; «Cabaré»; «Remorso» ou «Quadras Soltas».

Disco de audição obrigatória, revela-se também um documento musical de inegável valor histórico para o fado em particular, para a música nacional em geral. 

+351218364000 - Compre pelo telefone
2ª-6ª feira, 9:00h - 13:00h e 14:00h - 18:00h

 


Detalhes produto


Categoria: Fado

Peso produto: 0.12 kg.

ID produto (SKU): 5603495879936



Produtos similares


- Fado Bailado - Sonho Dourado - Rainha Santa - O...
7,49 €
Cd Fado Bailado Sonho Dourado Rainha Santa O Pagem...
12,50 €
14,99 €
- Canzonne Per Te - Quem Me Dera Ser o Fado - Lisboa Cidade Sol - Olhos...
7,49 €
  
  


  
  


  
  

  

Newsletter

 
Quer receber por email notificações de promoções, ofertas ou novidades?





  

  

Depoimentos

 

I hope you are well. I am writing this mail with tears in my eyes, this is just a small message to say a BIG THANK YOU for my parcel I received...

Rui Jorge Pires Barreto, Africa do Sul

Ver mais depoimentos